DCIM100GOPROGOPR0369.

Turismo na Terra Média

Nova Zelândia ou Terra Média?

Recentemente tive a oportunidade de fazer turismo na Terra Média (não, não foi um sonho) ou melhor a Nova Zelândia, país pequeno de 5 milhões de habitantes que fica na Oceania isolado do resto do mundo, talvez por isso tenha uma beleza natural de tirar o folego, mas você deve conhecê-lo por uma das trilogias mais famosas da história do cinema. O país se confunde com a Terra Média de Senhor dos Anéis e O Hobbit. Terra natal do diretor Peter Jackson o país serviu de base para as filmagens da franquia, por apresentar uma geografia única e extremamente variada se encaixou perfeitamente com a proposta da Terra Média de Tolkien e você sente a fantasia se tornar realidade no momento que chega no aeroporto internacional de Auckland, centro financeiro e maior cidade do país, com um anfitrião Nobre lhe recebendo, ninguém menos que o rei sob a montanha em pessoa.

1420853665790

A recepção aos visitantes mostra como o país abraçou a ideia de ser a Terra Média, com Thror abençoando minha viagem segui caminho para o condado.

O Condado

O set de Hobbiton que deu vida ao condado nos filmes, se encontra duas horas de distância de carro de Auckland, era uma fazenda isolada do mundo e sem qualquer sinal de civilização moderna, ou seja perfeita para um set de um mundo de fantasia, os tours são pagos e podem ser reservados aqui ou no momento da visita em sua bilheteria, o que não recomendo pela popularidade da atração, existem várias opções para todos os gostos, inclusive um combo com outras atrações na área, o tour mais simples ao set custa em torno de R$ 200,00.

Com ingresso na mão e a mistura de curiosidade com encanto na cabeça seguimos para o inicio do tour, após alguns longos minutos sendo apresentados as fazendas que ainda funcionam na região finalmente chegamos ao condado, a sensação é difícil de explicar, o lugar é mágico, e logo você se perde tentando lembrar das cenas que marcaram sua vida enquanto caminha.

20150117_121517

O tour segue com um guia explicando os detalhes e curiosidades sobre o Condado, como o fato de existir tocas de diversos tamanhos, as pequenas seriam para dar a sensação de grandeza para as cenas gravadas com Ian Mckellen, o Gandalf, e as grandes foram usadas para as cenas exclusivamente com os hobbits, nada que um fã por mais desligado que seja já não saiba, o importante mesmo é explorar e admirar as paisagens fantasiosas.

20150117_121648

No meio do tour você finalmente chega a famosa casa dos Baggins/Bolseiros, e o “no adimittance except on party business” esta la para sua nostalgia, uma emoção sem igual. O tour acaba com uma bebida (incluso no preço) de sua escolha no The Green Dragon Inn presente nos filmes da franquia e reproduzido aqui de forma fiel, ótima maneira de encerrar o ótimo dia de turismo cinéfilo, mas a terra média não acaba aqui, no outro dia era hora de ir para a cidade natal de Peter Jackson e sede da Weta, Wellington.

DCIM100GOPROGOPR0369.

Wellington e a Weta Workshop

A cidade onde tudo começou, Wellington foi onde Peter Jackson começou sua carreira no cinema e se onde se encontra a Weta e suas divisões, para quem não sabe a Weta é uma das maiores empresas de efeitos especiais do mundo, sendo responsável pela inovação na captura de movimento do Gollum em Senhor dos Anéis e tendo aprimorado o método desde então para podermos ver o resultado em Planeta dos Macacos: O Confronto em que fica quase imperceptível o que é real e o que é computação.

O tour começa na Weta Cave e antes da entrada você já vê os 3 ogros petrificados de o Hobbit em tamanho real lhe mostrando o que esta por vir, entrando a sua primeira referência é o Gollum em tamanho real, quase difícil de ver com o aglomerado de pessoas para tirar foto, praticamente um astro a parte, mas logo você olha para o lado e vem a melhor parte, um museu cheio de colecionáveis a venda em exibição,  inclusive o anel do poder em vários tamanhos e preços, além de peças de outros filmes da Weta como Planeta dos macacos, Distrito 9 e King Kong.

20150123_091648

DCIM100GOPROG0240641.

20150123_131431

 

 

O guia nos chama e o tour finalmente começa, e logo somos informados da proibição de fotografias, uma pena, mas faz todo o sentido por ainda existir trabalhos sendo feitos no momento da visita de filmes que ainda nem foram divulgados. O tour é especial pelo fato de você poder ver como a mágica dos efeitos práticos e digitais acontecem, você acompanha etapa por etapa, da ideia até a conclusão de um conceito da arma alienígena utilizada em Distrito 9 e das armaduras utilizadas em Senhor dos Anéis, com a oportunidade de segurar o material utilizada para ver seu peso. além de ver o futuro, a armadura utilizada pelo duende verde em O Espetacular Homem Aranha 2 que foi feita 100% utilizando impressoras 3D, o filme deixa a desejar mas a armadura pessoalmente agrada aos olhos, e para finalizar somos apresentados as maquetes gigantes usadas para gravar as cenas em grandes castelos na franquia Senhor dos Anéis.

Com isso o turismo na Terra Média se encerra, existem muitos outros pontos que tiveram cenas gravadas ou outras curiosidades, mas nada que tenha a mesma experiência que Hobbiton e a Weta Workshop, seja para quem é fã da franquia, fã de cinema ou apenas gosta de novas experiências com conteúdo e diversão.