produção-cinematográfica

Anatomia da produção cinematográfica - Parte 1

Produção Cinematográfica

Os filmes estão na cultura popular a décadas, sendo parte importante da vida de muitos, hoje esta cada vez mais em evidência os bastidores de uma produção cinematográfica, isso fica claro com as notícias de que um dos filmes mais esperados do ano, Quarteto Fantástico, teve sérios problemas ao longo de sua produção o que ocasionou no filme fraco e sem inspiração que se vê na tela, mas será que você sabe o passa a passo e quem é quem em um filme?

Assumindo a prática mais comum do cinema blockbuster dos dias atuais irei dividir o post em duas partes, nesse primeiro artigo vamos conhecer um pouco sobre as etapas da produção cinematográfica, para entender o produto final é necessário conhecer as suas etapas que consistem em:

1. Desenvolvimento

Para iniciar uma produção cinematográfica é preciso sair de um ponto, e é dai que entra o desenvolvimento. É a ideia inicial do filme, nela os produtores procuram desenvolver uma história adaptada (livros, series, etc..) ou original para o grande público, nessa fase se escreve um roteiro inicial e se apresenta o projeto para distribuidoras e possíveis financiadores, é onde se espera o sinal verde para começar a dar forma ao projeto, apesar de ser básico você desenvolver uma ideia muitos filmes, principalmente as adaptações, pulam essa fase e vão direto a pré-produção, ganhando o aval do estúdio de forma praticamente instantânea o que contribui a baixa qualidade de algumas adaptações de livros.

2. Pré-produção

É o período antes das filmagens começarem, o sucesso dessa etapa fica por conta do planejamento, nele se monta o orçamento, a data inicial e final do projeto e se contrata o time profissional, que incluem desde o diretor, atores de escolha do estúdio ou através de teste de elenco, até  os figurinistas e maquiadores e como um bom e velho técnico de uma seleção nacional é necessário saber escolher, um projeto tem tanto potencial quanto a equipe responsável por ele.

3. Produção

É o planejamento virando realidade, a produção é marcada pelo início das filmagens que podem levar de semanas até meses, nela os produtores e o diretor precisam trabalhar em conjunto com sua equipe de atores e profissionais para manter a harmonia no set, entregar o filme dentro do prazo e principalmente dentro do orçamento.

4. Pós-produção

Com terabytes de dados e horas e horas de vídeo uma produção cinematográfica dificilmente conseguiria algum apelo com o público, ai entra o papel da pós-produção é onde as cenas e os áudios gravados são editados para formar um filme de verdade, é onde entra também os tão conhecidos efeitos especiais, basicamente é colocar a os ingredientes na panela e fazer algo inesquecível ou digno de náuseas, alguns filmes após as edições necessárias são considerados ruins pelo estúdio o que pode resultar a regravações e mudanças no roteiro.

4.1  Marketing e Distribuição

Ok você já tem o filme gravado , editado e pronto para o consumidor final, só falta agora vender o seu produto para o público e isso é feito através do marketing, podemos incluir nessa etapa a criação do trailer que é o maior chamativo para levar alguém ao cinema, ele é o resumo daquele projeto em cenas e emoções, ele vai dar o tom da produção cinematográfica para o público em potencial. Outra forma de divulgação é o tour do diretor e dos grandes astros do filme ao redor do mundo para a divulgação local, prática essa que se tornou muito importante em países como a China que hoje já é um mercado local tão grande quanto o americano.

A distribuição é quando finalmente o filme fica disponível para o público é o momento que o estúdio e produtores esperam receber o dinheiro investido de volta, com a era informacional dos smartphones e sites que agregam conteúdo e críticas sobre cinema, como IMDB e Rotten Tomatoes, o período crucial no lançamento é o primeiro fim de semana , além de ser o período de maior rentabilidade do filme é nele que surgirá o chamado boca-a-boca nas redes sociais, que pode tanto alçar um filme ao estrelato quanto levar o filme e os responsáveis por ele para o buraco com uma dívida financeira e profissional.

O que se pode concluir dessa primeira parte é que uma produção cinematográfica não nasce da noite para o dia, é necessário um planejamento para tirar um projeto do papel, e ai que muitos produtores e estúdios falham, com a necessidade de um lucro máximo, algumas empresas acabam fazendo filmes estratégicos somente pensando nos negócios e esquecem que o sucesso ou não de uma produção está nas mãos do seu público-alvo, e sempre estará, afinal por mais ricos que sejam os estúdios a sua receita vem dos nossos bolsos.

 

Anatomia da Produção Cinematográfica - Parte 2 em breve.